Trabalhadores deixaram de resgatar R$ 12 milhões do saque FGTS emergencial

O FGTS emergencial de R$ 1.045 foi liberado no ano passado para amenizar o impacto do novo coronavírus na economia. Porém, a Caixa Econômica Federal informou que registrou o retorno de R$ 12 bilhões para as contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço(FGTS).

Na verdade o que aconteceu foi que os recursos no valor de R$ 1.045 não foram movimentados nas contas poupanças sociais digitais dos beneficiários. Cerca de 19 milhões de trabalhadores preferiram não utilizar esses recursos e tiveram os valores devolvidos às suas contas vinculadas ao FGTS, com correção.

A liberação do Saque Emergencial FGTS começou em junho de 2020, com base na Medida Provisória 946/20, que estabeleceu o valor de até R$ 1.045 por trabalhador, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O banco disponibilizou, R$ 36,5 bilhões em valores creditados.

400 mil trabalhadores fizeram o pedido formal de desfazimento de créditos automáticos, o que totalizou R$ 300 milhões que também retornaram para o FGTS por esse motivo.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – Jornalista do Jornal Contábil

Start typing and press Enter to search

Ligue para nós!
Iniciar Conversa
1
Olá! Como posso te ajudar?
Clique na seta abaixo para iniciar uma conversa